segunda-feira, 20 de junho de 2016

Juntos Somos + Fortes - Amor Electro


A música do momento!
O facto de ter assistido ao concerto deles ontem e ter delirado com aqueles momentos únicos não tem nada a haver com isso ;)

terça-feira, 3 de maio de 2016

Casper, o Gato-Viajante - Susan Finden


Casper, O Gato Viajante
Casper the Commuting Cat: The True Story of the Cat Who Rode the Bus and Stole Our Hearts

Susan Finden
Livro Único

Casa das Letras (2011)
239 páginas

Origem: Biblioteca
4/7 - Gostei mas tenho reservas


A incrível e inspiradora história de um gato que conquistou os corações de pessoas de todo o mundo. Casper tornou-se uma celebridade nacional quando os jornais divulgaram a história de um gato extraordinário que apanhava regularmente o autocarro número 3, fazendo viagens de dezoito quilómetros pela sua cidade, Plymouth, em Devon. Enquanto a sua dedicada dona, Susan Finden, se interrogava por onde é que andaria o seu elusivo gato, Casper ia alegrando a vida de inúmeros passageiros que andavam de um lado para o outro nos seus afazeres. Também os motoristas dos autocarros começavam a estar familiarizados com Casper e a notícia percorria a central de transportes, alertando a equipa de que um passageiro muito especial poderia estar a bordo dos seus veículos. Com efeito, tornou-se a mascote da empresa de transportes, e fotos de Casper e de Susan decoravam a carreira número 3.
Quando Casper foi, de forma lamentável, morto por um carro no início de 2010, mensagens de solidariedade afluíram de todo o mundo. Tornou-se imediatamente claro que Casper e a sua notável história haviam tocado a vida de muita gente.
Contado de uma maneira comovente pela sua dona, que o amava profundamente, Casper, o Gato- Viajante, é a história tocante de um gato branco e preto muito especial, que viajava de autocarro e que conquistou os nossos corações.


Este livro tem um ingrediente que me poderia fazer gostar muito dele. Gatos. Como protagonistas. Contudo, como tenho vindo a avaliar nos últimos anos, os livros sobre animais nunca são tão interessantes ou cativantes como eu gostaria que fossem. Principalmente os de gatos. E logo de gatos! grito frustrada já que sou fã deles.
Enfim, a história deste gato, Casper, ou o que de interessante ele teve, é contada já na sinopse. Contudo não é só a particularidade de andar de autocarro (como se fosse coisa pouca) que fez a vida deste gato. Ele conseguiu marcar muitas pessoas de diferentes modos. E é desta forma que vai ser lembrado em alguns vilas inglesas enquanto as suas memórias perdurarem.

Quanto à história em si, peca um pouco por ter momentos repetitivos e desinteressantes e poderia ter uma escrita mais cativante. Contudo, passa para cá a mensagem, a história de Casper, bem como os sentimentos que a povoam: desde a surpresa pelos feitos deste gato e a tristeza e revolta inerentes à sua morte. Aliás, espero que estes livros seja úteis na luta pelos direitos animais. Na Inglaterra já se faz muito, mas mais por cães. Os gatos ainda estão um pouco à parte. E aqui em Portugal nem se fala, se bem que as coisas já começam a mudar um pouco.
Haja esperança de um mundo melhor, quer para humanos, quer para animais, que muitas vezes são melhores que os primeiros.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Começar de Novo - Nora Roberts


Começar de Novo
Tribute

Nora Roberts
Livro Único

Saída de Emergência (2014)
407 páginas

Origem: Biblioteca
6/7 - Gostei bastante


Cilla McGowan, uma típica rapariga da cidade, encontrou uma vida nova na restauração de casas antigas. Quando chega ao maravilhoso vale Shenandoah, na Virgínia, dedica-se salvar a velha quinta que pertenceu à sua avó – uma atriz lendária que morreu há mais de trinta anos.

Cilla mergulha no projeto com todas as suas energias, ocupada e exausta demais para notar no seu vizinho, o artista de BD, Ford Sawyer. Determinada a não

ceder à tradição familiar dos romances falhados, Cilla resiste ao charme de Ford, mesmo quando não consegue evitar algumas fantasias.

Mas a realidade reserva alguns perigos para Cilla. Ao encontrar cartas anónimas no sótão, que apontam para um romance misterioso na vida da sua avó, despoleta um assalto violento. Cilla, com a ajuda de Ford, descobre que há segredos que a tornam um alvo a abater e, se quer evitar desaparecer prematuramente como a sua avó, terá que desvendar o passado para, quem sabe, começar de novo na casa dos seus sonhos…


Começar de Novo é uma história sobre recomeços, redescobertas e histórias antigas vindo ao de cima.
Começamos a acompanhar Cilla, uma mulher que abandonou uma vida decadente de ex-estrela para se dedicar a restaurar casas, justamente quando ela vai para o lugar que sente poder ser o seu lar, assim que reconstruído - a quinta da sua avó, uma actriz muito famosa que se suicidou cedo, mas em cuja vida se baseia a vida da mãe de Cilla e se poderia basear a sua também. Ao contrário do que diz a sinopse, Cilla não está demasiado ocupada e exausta para notar no seu vizinho, Ford Sawyer, o desenhista gráfico (Quem escreveu a sinopse não leu o livro, só pode!). Pelo contrário, Ford insinua-se na sua vida logo desde cedo na história. E ainda bem, já que vai ser uma peça fundamental para que Cilla permaneça forte face às adversidades que vai combater enquanto restaura a quinta da avó. Essa restauração veio inflamar ódios antigos, veio revelar coisas escondidas e há quem não esteja nada contente pela neta da famosa Janet estar a reconstruir aquilo que foi um lugar de desgraça, um lugar que deveria enterrar-se no desmazelo a que tinha sido devotado durante décadas.
Esta é uma boa história onde o romance não predomina em todas as páginas, mas onde há amor de várias espécies a pedir para ser demonstrado e onde o amor que não deveria ter acontecido vai trazer o que há de pior nas pessoas.
Esta é Nora Roberts num dos melhores livros que tem escrito mais recentemente.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Caos Maravilhoso - Kami Garcia & Margaret Stohl


Caos Maravilhoso
Beautiful Chaos

Kami Garcia & Margaret Stohl
Caster Chronicles #3

Edições ASA (2014)
432 páginas

Origem: Biblioteca
4/7 - Gostei mas tenho reservas



Ethan Wate julgou estar a habituar-se às estranhas coisas impossíveis que se desenrolavam em Gatlin. Porém, agora que Ethan e Lena voltaram para casa, estranho e impossível assumiram novos significados. Enxames de gafanhotos, um recorde de calor e tempestades devastadoras arrasam Gatlin enquanto Ethan e Lena tentam perceber as consequências do Chamamento de Lena. Até a família de Lena é afetada - e as suas habilidades começam a falhar perigosamente. Com o tempo, uma questão torna-se clara: o que - ou quem - terá de ser sacrificado para salvar Gatlin?

Para Ethan, o caos é uma distração assustadora, mas bem-vinda. Ele está de novo a ser perseguido nos sonhos, mas desta vez não por Lena - e tudo o que o assombra segue-o para fora dos sonhos até à sua vida quotidiana. Ainda pior, Ethan está gradualmente a perder pedaços de si - esquecendo nomes, números de telefone, e até memórias. Não sabe porquê e na maioria dos dias, tem medo de perguntar.
Às vezes, não há apenas uma resposta ou uma escolha. Às vezes não há como voltar atrás. E desta vez não haverá um final feliz.



Tendo lido o livro anterior há coisa de uns 2 anos, já não me lembrava muito do que se tinha passado, pelo que o início deste foi algo confuso. No entanto, ao longo da história, fui-me lembrando do essencial do passado.
A história está cada vez mais apocalíptica, com cada acção feita tendo uma consequência muito própria - normalmente daquelas de que não se gostam e que alguns gostariam de dar a vida para ela não acontecer.
Enfim, este livro já não é tão cativante como o primeiro, mas no entanto, continua a dar cartadas para continuar a ler. O fim da história foi simplesmente daqueles "O QUÊ?!?!?" que nos faz desejar ter o livro seguinte logo ao lado para ver o acontece a seguir.
Agora é esperar pela tradução do último livro, Beautiful Redemption e esperar que haja uma redenção por parte da história, das autoras, tal como o próprio nome diz.

*Espera aí, o livro já está traduzido!


Livros anteriores
Criaturas Maravilhosas (Caster Chronicles, #1)11292935

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Tudo o que Ficou para Trás - Nora Roberts


Tudo o que Ficou para Trás
Sweet Revenge

Nora Roberts
Livro Único

Saída de Emergência (2014)
352 páginas

Origem: Biblioteca
6/7 - Gostei bastante




Uma história apaixonante sobre confrontar o passado e saciar um antigo desejo de vingança

Aos vinte e cinco anos, a Princesa Adrianne tem uma vida que a maioria das pessoas invejaria. Mas a sua postura de menina linda, elegante, rica e mimada é um artifício, um esforço cuidadosamente calculado para esconder uma perigosa verdade e um trágico passado.

Há uma década que Adrianne vive com desejo de vingança. Durante a infância apenas pôde assistir à crueldade escondida atrás da fachada do casamento de conto de fadas dos pais. Agora tem o plano perfeito para fazer o seu pai pagar a crueldade que cometeu: irá apoderar-se de O Sol e A Lua, um lendário colar de valor inestimável.

Contudo, conhece um homem que parece adivinhar todos os seus segredos. Inteligente, encantador e enigmático, Philip Chamberlain tem os seus próprios motivos para se aproximar de Adrianne. E só demasiado tarde ela se aperceberá do perigo… quando se vê obrigada a enfrentar dois homens extraordinários: um com o conhecimento para lhe roubar a liberdade, o outro com o poder para lhe roubar a vida.


Tudo o que ficou para trás tem um título estranho. Tendo em conta a boa história que tem por trás, ainda mais. Devo dizer que este foi dos livros que mais me arrebatou da Nora Roberts. Tendo lido tantos livros dela, é cada vez mais difícil seleccionar um para a lista dos favoritos, que já remonta há vários anos e que tem vários dos primeiros livros que li dela. Mas este conseguiu entrar.

Tudo o que ficou para trás começa num país com uma cultura bem diferente da nossa. Uma cultura muçulmana e de há várias décadas atrás, onde as mulheres não tinham acesso a quase nada e viviam limitadas à vida de hárem e às vontades do seu marido/pai/familiar masculino. Uma vida luxuosa, caso fossem família do rei mas, ainda assim, limitada. E é ainda mais do que isso, quando se é a mulher ocidental do rei, a primeira mulher que só lhe conseguiu dar um filho - neste caso, uma filha, que é ainda pior. No início esta história vivemos as angustias de Phoebe, que sofrendo tanto às mãos do marido que tanto amou e por quem abdicou de tudo, consegue fugir com a sua filha Adrianne para o seu mundo novamente. Contudo nada será igual ao que era dantes e por isso, mesmo após conseguir uma vida facilitada e luxuosa à primeira vista, a princesa Adrianne não esquece que o seu pai fez e não esquece principalmente a vingança que tem vindo a preparar ao longo dos anos.

Neste livro temos muita coisa a acompanhar. Desde o início de vida da Adrianne no harém, à sua fuga para a América com a mãe, às lutas constantes neste país e às as soluções incomuns encontradas por esta; ao encontro de alguém que a compreende e que a ama e ao encontro daquele que a marcou para sempre e a quem ela jurou vingança. Estas simples frases e a simples sinopse não revelam o que este livro é, quem Adrianne é. É um livro com bastante camadas e não sendo uma leitura fácil, foi uma leitura que saciou, uma leitura que me deixou bastante satisfeita. É uma leitura que recomendo a todas as pessoas amantes de romance, da NR ou a quem pensou pegar nalgum livro desta autora ou semelhante. Para quem já está um bocado farto das histórias de NR, continuo a recomendar. Porque apesar de ter achado o romance entre os protagonistas um bocado apressado, penso que tudo o resto compensa essa parte. [spoiler]E para quem adorou o Jogo de Mãos, vai adorar este, sem dúvida.

Venham mais livros desta qualidade :)

Uma boa ideia para a autora era fazer uma continuação deste livro com a manita da Adrianne...

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Amor Verdadeiro - Jude Deveraux


Amor Verdadeiro
True Love

Jude Deveraux
Nantucket Brides #1

Quinta Essência (2015)
496 páginas

Origem: Estante
6/7 - Gostei bastante



A história romântica de um amor tão intenso que resiste aos séculos

Quando Alix Madsen está a terminar a faculdade de arquitetura, Adelaide Kingsley morre e deixa-lhe em testamento o usufruto, por um ano, de uma encantadora casa do séc. XIX em Nantucket. A relação da idosa com a família Madsen é um mistério para a voluntariosa Alix –que terminou há pouco uma relação -, mas Alix aceita o estranho legado, em parte porque lhe dá tempo para planear o casamento da sua melhor amiga.
Porém, forças invisíveis movimentam-se nos bastidores, fazendo ranger as tábuas antigas da Casa Kingsley. Parece que Adelaide Kingsley tinha uma tarefa bastante específica para Alix: resolver o estranho desaparecimento de uma das mulheres da família Kingsley, Valentina, há mais de duzentos anos. Como se isso não fosse suficientemente perturbador, Alix tem ainda de lidar com o arrogante (e extremamente bem-parecido) arquiteto Jared Montgomery, que vive no anexo da casa.
Sem o conhecimento de Alix, Jared foi incumbido de olhar por ela enquanto está na ilha - tarefa fácil para ele, considerando a inegável química entre os dois. Mas Jared tens os seus segredos que, se revelados, podem cavar um fosso entre ambos.
Com um glorioso casamento de Nantucket no horizonte, há faíscas no ar e os fantasmas do passado começam a mostrar-se - alguns deles mesmo a sério. Vendo as suas vidas intimamente entrelaçadas com os destinos turbulentos dos seus antepassados, Alix e Jared descobrem que apenas corrigindo os erros do passado podem esperar ficar juntos.



Amor Verdadeiro vem iniciar uma nova trilogia da Jude Deveraux. E uma grande facepalm para mim que só reparou nisso depois de comprar o livro! Sim, eu pensava que fazia parte da série Edilean... -.-"
No entanto, não foi isso que me impediu de gostar deste novo livro. Nesta história temos uma arquitecta acabada de se licenciar e que, graças a um testamento muito esquisito, vai viver um ano para uma casa numa ilha bastante peculiar. E então, não é que mal ela chega vê o seu arquitecto ídolo, que por acaso é o dono da dita casa? Coincidência, diriam, mas nunca são coincidências quando se vêem num livro. E esta será só a primeira de muitas. O que acontece, de facto, é que estes dois meninos têm muito mais em comum do que parece à primeira vista, bem como muitos segredos para contar.
Mas esta não é apenas uma história romântica de duas pessoas. É uma história duma ilha especial, de famílias especiais e de um romance que já remonta há vários séculos pois nem a morte serviu para dar cabo dele. Aliás, o romance entre os dois protagonistas, após o confronto mais inicial, até é fácil e está resolvido a metade do livro. São as restantes características que fazem a outra metade do livro e que evitam que um livro de 400 páginas se torne monótono e/ou chato.
É uma história bonita e fácil de ler (não se assustem com as 400 páginas) e nela já se adivinham os casais protagonistas dos restantes livros. Contudo, não acho que essa previsibilidade trará más histórias. Conhecendo os romances de Jude Deveraux, posso prever bons romances à nossa espera :)

Fico, no entanto, à espera de mais romances de Edilean editados em português. Gostei deste livro, mas a série Edilean cativou mais o meu coração.

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Percy Jackson & Os Ladrões do Olimpo - Rick Riordan


Percy Jackson & Os Ladrões do Olimpo
The Lightning Thief

Rick Riordan
Percy Jackson and the Olympians #1

Casa das Letras (2010)
331 páginas

Origem: Biblioteca
5.5/7 - Gostei muito


Percy Jackson está prestes a ser expulso do colégio interno... novamente. E esse é o menor dos seus problemas. Ultimamente, criaturas fantásticas e os deuses do Olimpo parecem estar a sair das páginas de mitologia para entrarem na sua vida. E o pior de tudo é que ele parece ter enfurecido alguns deles. O raio-mestre de Zeus foi roubado e Percy é o principal suspeito.
Agora, Percy e os seus amigos têm apenas dez dias para encontrar e devolver o símbolo do poder de Zeus e restabelecer a paz no Olimpo. Para o conseguir terá de fazer bem mais do que descobrir o ladrão: terá de enfrentar o pai que o abandonou, resolver o enigma do Oráculo e desvendar uma traição mais ameaçadora e poderosa do que os próprios deuses.


Mais uma série começada! Ai, ai, não devia, mas este livro já andava nas bocas do mundo há muito tempo para eu não o reconhecer na biblioteca. E lá veio comigo.
Não sei se alguma vez o compararam ao Harry Potter. Já houve muitas comparações com o meu amado HP, mas nunca houve alguma com que eu concordasse. No entanto, pela primeira vez, vejo-me a comparar um livro com os do HP. Este lembrou-me muito as primeiras aventuras do Harry Potter. Um trio de amigos, formado por afinidade, pelas situações por que passaram, a ter aventuras que ao princípio parecem ser só aventuras mas que depois vê-se que eram algo mais. Este livro ainda só traz aventuras num trajecto com um objectivo específico. No entanto, antevejo, tal como algumas personagens o fizeram com o protagonista, que muito mais irá acontecer e que este protagonista e os amigos se tornarão heróis bastantes proclamados.
Percy consegue algo nunca visto nos últimos anos. É declarado filho de um dos deuses grandes e consegue sobreviver até chegar à Colónia dos Mestiços, local onde o podem proteger. Mas vários acontecimentos levam-no a uma aventura para safar esse tal pai ausente e orgulhoso. Aventura essa que o vai experimentar. Aventura essa que lhe vai trazer alianças e inimigos.
É realmente uma história boa para se ler, se bem que mais indicada para adolescentes e afins, mas que possivelmente, como aconteceu com o HP, irá crescer com esse tipo de leitores a ponto de se tornar leitura para todos. Vamos ver.