sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Waris Dirie




Waris Dirie, uma mulher de coragem, que podia ter visto a sua vida amarrada a um velho com 50 anos a mais que ela, "amordaçada" sem direito a opinião, e cujo objectivo de vida seria arranjar comida, abrigo e sobretudo filhos para o marido a quem fora vendida. Foi vítima da Mutilação Genital Feminina aos 5 anos, e quando ia para ser vendida pelo pai a um velho de 60 anos para ser sua mulher, fugiu em direcção à capital, atravessando um deserto inteiro. Foi levada por um tio embaixador em Inglaterra, e lá foi descoberta por um fotografo, que lhe deu uma carreira internacional de modelo. É agora embaixadora da ONU contra esta crueldade que existe sobretudo em África, que mutila milhões de mulheres e mata outros milhares.

Li a história desta mulher quando ainda era pequena numa revista das Selecções Reader's Digest, que me marcou. Li recentemente num blog que ela tem escrito alguns livros sobre a sua vida e esta prática recorrente (Mutilação Genital Feminina), e um dos seus livros, "Flor do deserto", foi adaptada ao cinema.
Ainda não tive a oportunidade de ler os livros ou ver o filme, mas irei fazê-lo logo que encontre os livros ou o filme em dvd, pois sempre admirei esta mulher pela sua força e coragem.

Sem comentários:

Enviar um comentário