segunda-feira, 25 de abril de 2011

A breve segunda vida de Bree Tanner - Stephenie Meyer


Vi como o corpo dele se alterava. Agachou-se no telhado, com uma das mãos a agarrar o beiral.
Toda aquela afabilidade estranha desaparecera, ele agora era um caçador.

Era algo que eu reconhecia, algo com que eu estava à vontade porque compreendia.

Desliguei o meu cérebro. Era altura de caçar. Respirei fundo, a absorver o cheiro do sangue dentro dos humanos lá em baixo.

Não eram os únicos humanos por ali, mas eram os que estavam mais perto. Quem caçar era o tipo de decisão a tomar antes de cheirar a presa. Agora era tarde demais para escolher outra coisa.



Finalmente consegui ler este livro. Como fã da saga Luz e Escuridão (ou Twilight), não poderia deixar este livro por ler, embora só agora o li porque me emprestaram. Já tive várias oportunidades de o comprar, mas dar 14€ por um livro tão fino, quando havia tantos outros que queria comprar… e este livro foi ficando nas livrarias sem o ter comprado.
Esta novela do livro Eclipse dá-nos a conhecer a recém formada vampira Bree. Só a conhecemos por breves instantes no livro Eclipse, e por isso, no meu caso, não senti nenhuns sentimentos por ela. O que também contribui para isso, é o facto de a narradora ser a Bella, e ela também dedicou poucos segundos à pobre criatura.
Antes da história começar, a autora conta-nos o processo de criação da história de Bree e pede-nos desculpa por nos estar a criar sentimentos em relação a quem nós sabemos que vai morrer. E esse facto esteve sempre presente na minha leitura. Acompanhando a vida de Bree desde que foi criada permitiu-me conhece-la melhor e de facto criar sentimentos pela personagem. Afinal as criações da vingativa Vitória tinham uma vida, pensamentos, medos, e nem tudo é linear como parece visto da perspectiva de Bella.
Pela perspectiva de Bree também ficamos a saber que certos aspectos sobre algumas personagens já nossas conhecidas, que já eram evidentes nos outros livros da saga, são ainda mais graves. E a sensação "nem tudo o que parece, é" é ainda mais intensa ao ler esta história.
Como havia dito, o conhecimento de que Bree morre no final do livro continua connosco no decorrer da leitura, e ao chegar às páginas finais assombra-nos o pensamento. Contudo amei esse final. Foi tão bem escrito, é como se nos fechassem os olhos antes do momento final. Não sei bem explicar, só consigo dizer que faz com que não pensemos na sua morte, mas mais na sua vida.
Foi um bom livro para ler, que não me deixou em paz enquanto não o acabei, apesar da altura em que o li. (Felizmente, por causa disso, ainda bem que é pequeno xD ) É daquelas histórias que ficamos felizes porque podemos voltar a universos que já conhecemos e ficar a conhecer ainda mais desse mundo. Enfim, é um bom livro para quem gostou da saga.

6/7 - Gostei bastante

Sem comentários:

Enviar um comentário