sexta-feira, 13 de maio de 2011

Thor

Olá!
Ontem fui ao cinema com uma amiga e entre os filmes em tela escolhemos Thor para ver.
Pelo que sabia do filme e por ser em 3D prometia ser uma boa experiência. Thor é filho de Odin, o Pai de Todos, Rei dos nove Reinos, entre eles a Terra. Thor está prestes a ser o próximo rei, mas certos acontecimentos levam a que o pai veja que ele tanto não está preparado para isso, como precisa de crescer pois é arrogante, egoísta... enfim, o típico herói todo musculado com poder que se acha o máximo. Odin, retira-lhe então o seu martelo que lhe fornece o poder, e expulsa-o para a Terra. E assim continua...
Uma história que prometia boa diversão, muitos bons efeitos especiais, um regalo para vista.  E que regalo! Os reinos, a passagem entre eles, todos os efeitos especiais são fantásticos.  Ao intervalo estávamos toda entusiasmadas porque o filme estava a ser muito bom. No entanto cheguei ao fim desiludida. É uma óptima experiência visual, mas se formos expremer o filme, não dá sumo nenhum, porque o enredo não acompanha as expectativas. Lembro-me de chegar ao fim e perguntar "E é isto?". 
É que o iniciar da trama está muito bom. A parte em que Thor é amaldiçoado e enviado para a Terra, como ele tenta recuperar o seu martelo, tudo isso é bom. O problema é o resto. A resolução da trama desiludiu-me, pois ocorreu tudo muito rápido, como se apressassem aquilo que não pode ser apressado.  Sinceramente esperava mais do filme.
Quantos aos actores, foram bem escolhidos para a personagem que encarnam. Só achei a personagem da Natalie Portman muito sem sal, pateta apesar de inteligente, e que, apesar de ser a segunda personagem a figurar no cast, o seu papel não é grande em toda a história.
Enfim, Thor é um filme bom mas que podia ser muito, muito mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário