segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Obrigada pelas recordações - Cecelia Ahern



Quando Joyce Conway acorda no hospital depois de uma queda grave, sabe que a sua vida nunca mais será a mesma. Não só perdeu o filho que carregava no ventre, como se apercebe que o seu casamento chegou a um beco sem saída. Mas estas não são as únicas consequências. Joyce simplesmente já não é a mesma pessoa. De repente disserta sobre arte e arquitectura europeias, tem hábitos alimentares completamente diferentes, fala sobre ruas parisienses onde nunca esteve… e cruza-se amiúde com um homem a quem sente que está estranhamente ligada…


Neste livro, Cecilia Ahern explora a possível memória celular em transplantes humanos, se bem que o "transplante" é de sangue. Graças a esta transfusão, Joyce fica ligada a Justin, tendo memórias do seu passado, sabendo coisas e línguas que nunca soube, sonhando com uma rapariga que nunca conheceu. Observamos várias situações cómicas graças a esta ligação, aos desencontros entre as personagens, ao cómico pai da Joyce (esta personagem é das melhores).
Esta história é uma história bem leve, diferente das anteriores que li da escritora. Penso que as personagens podiam ser mais exploradas, a história mais encurtada e a perda do bebé da Joyce podia ser muito mais relevante do que foi.
Para quem quer desanuviar é uma boa história para ler, se bem que o enredo podia ser mais explorado. Podia ser algo mais.

5/7 - Gostei

6 comentários:

  1. Olá segredos de Glamour! Depois diz o que achaste :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Estou a ler um livro desta escritora, é o primeiro que leio,mas gostava muito de ler outros livros dela..
    Quais foram os outros que já leste?
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carol! A escrita de Cecelia Ahern é um pouco particular. Já li os livros "P.S. - Eu Amo-te" , "A Prenda", "Se me pudesses ver agora" e este. De todos eles, "A Prenda" foi o que mais me cativou. É uma belíssima história de Natal.
      Boas leituras!
      Beijinho

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Olá Visão Periférica!
      Este livro apesar de ter características que ligamos à Cecelia Ahern, na minha opinião, não é tão característico dela, não é o seu melhor.
      Mas sendo a tua escritora favorita, penso que vais gostar :)
      Beijinho

      Eliminar