quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Elspeth, A Senhora do Pensamento - Isobelle Carmody


Para Elspeth Gordie, nascida com insondáveis poderes mentais que a condenariam à esterilização ou à fogueira se fosse descoberta, a vida envolve inúmeros perigos. Só o segredo permite a sobrevivência, por isso ela decide nunca recorrer aos seus dons proibidos. Estes parecem, contudo, ter um desígnio próprio e, ao usá-los, Elspeth atrai inevitavelmente as atenções do Conselho totalitário que governa a terra. Enviada para a longínqua instituição de Obernewtyn, de onde ainda ninguém conseguiu fugir, Elspeth terá de despir o seu manto de segredos e enfrentar aqueles que desejam ressuscitar as terríveis forças na origem do apocalipse. Só então Elspeth descobre verdadeiramente quem é — e o que é.

Sinceramente não percebo as críticas positivas que esta série tem. Não consigo perceber. 
Tem algum valor, é certo. Todo o meio envolvente está muito bem criado, a história que antecede o presente, tem alguma originalidade. Apesar de achar esquisito os nomes tão mundanos, tão normais para definir os anormais. 
No entanto, o resto é muito pão sem sal. Não consegui ter empatia com a protagonista, não consigo caracterizá-la nem sequer perceber que idade terá ela. A história em si, é toda dark, sempre num clima de medo, suspeita, mas não acontece nada. Tirando certos episódios mais violentos, com muita acção condensada, aqui e ali e no final do livro, o resto é palha... ah e tal e servi esta refeição e pus feno nos cavalos e fomos para as quintas e voltei a dormir... Não me conseguiu convencer. 
O final deixa em aberto uma nova perspectiva, mais esperançosa, mas duvido que pegue novamente num livro da série. Porque há tanto livro que eu gostaria de ler, e estar a perder tempo com séries com as quais fiquei com tão má opinião.. é perda de tempo, mesmo. 
2/7 - Detestei mas tem algum (pouco) mérito

Sem comentários:

Enviar um comentário