quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Naquele Tempo - Nora Roberts & J.D.Robb


Laine Tavish é dona de uma loja de antiguidades chamada Naquele Tempo. É uma mulher discreta e vive uma vida igualmente discreta numa pequena localidade de Maryland. Pelo menos, isso é o que toda a gente pensa. Na verdade, o seu nome é Elaine O’Hara e é filha de Big Jack O’Hara, um dos mais conhecidos bandidos do seu tempo.


E o passado de Laine acaba de a encontrar... de uma forma bem dramática. O seu tio, há muito sumido, aparece de repente na sua loja, apenas para deixar um aviso misterioso antes de ser atropelado mortalmente na rua. Pouco depois, a casa dela é revirada por assaltantes. Agora cabe a Laine e a um homem deliciosamente misterioso chamado Max Gannon, descobrir quem anda atrás dela, e porquê. A resposta está num tesouro escondido, um tesouro que vai mudar não só a vida de Laine mas também a de futuras gerações.


Um bom livro, uma boa junção das duas escritas de Nora Roberts.
Primeiro temos um romance (mais que obvio ao ler a sinopse) entre a Laine e o Max, bem ao estilo da Nora Roberts, e de seguida um policial com ligações à história anterior mas com foco na relação da Eve Dallas e de Roarke, bem ao estilo de J.D. Robb.
Devo já dizer, para quem lê a série "In Death", a série que a Nora Roberts escreve sob o pesudónimo de J.D. Robb, mas em português, vai encontrar spoilers em relação à série. Isto acontece porque a história acontece entre o livro nº 17 e o nº 18 da série, e o último livro publicado em Portugal - Testemunha Mortal - é o número 10. Logo podem ver que vamos ler coisas neste livro que estão muito mais à frente na história.
Enfim, voltando à história. Adorei a primeira parte, do romance entre Laine e Max, se bem que achei um bocado repentino. A história está bem contada, temos um vilão dos melhores, mesmo para odiar. E temos uma personagem que, apesar de ladrão, é impossível odiar - Jack O'Hara. Uma personagem muito bem conseguida que gostava de conhecer melhor.
Quanto ao policial em si, mais uma vez, muito bem escrito, muito bem estruturado. Ao contrário de alguns livros que já li da série, sabe-se bem depressa quem é o assassino da história. Não sabemos logo o nome do sujeito, mas descobre-se rapidamente quem é. Ainda assim é um bom policial para se ler.
É um livro que recomendo, aliás, é difícil eu não recomendar livros da Nora Roberts como fã que sou, mas para quem é fã, tanto dos livros de Nora Roberts como dos policiais que escreve sob o pseudónimo de J.D. Robb, de certeza que vai gostar. :)
6/7- Gostei bastante

Sem comentários:

Enviar um comentário