quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

O Verão das nossas Vidas - Luanne Rice


Capri: uma ilha lendária, mergulhada em sabedoria e mistérios seculares…
Uma mulher que aprende finalmente a confiar na vida e no amor…
Mãe e filha, separadas durante anos, à procura de uma forma de enfrentarem juntas o futuro…

Há dez anos, Lyra Davis deixou para trás as pessoas que mais amava, incapaz de reconciliar as expectativas da família com as aspirações do seu próprio coração. Agora vive tranquilamente no meio de uma comunidade de expatriados em Capri, aprendendo devagar, com cuidado e pela primeira vez, a viver em pleno, desabrochando graças à amizade de um homem único que reconhece nela a sua alma gémea.
Em Newport, Rhode Island, Pell Davis está preparada para assumir o seu lugar entre a elite local. Porém, tanto ela como a irmã mais nova, Lucy, ainda suspiram pela mãe que as abandonou quando eram crianças, para serem criadas pelo pai que as adorava. Pell acha que conhece os motivos da sua mãe, que julgava poder amá-las melhor se partisse. Mas agora, com o pai morto, Pell decide atravessar o oceano para encontrar a mãe de quem se recorda e as verdades escondidas que Lyra nunca fora capaz de contar…
Sentimental e inesquecível, O Verão das Nossa Vidas revela como um romance improvável dá nova forma ao significado do amor e uma família resiste ao reavivar de memórias para encontrar um novo caminho.


Pelo que pude aprender dos dois livros que já li desta autora, Luanna Rice gosta de escrever sobre famílias e redenção. Nem sempre a história se sucede como queríamos, nem sempre o fim é como desejamos, mas haverá sempre uma família reconciliada no fim. E é o que acontece com este livro. Temos duas filhas que não vêm a mãe há 10 anos e não sabem a razão porquê. Vemos a filha mais velha, Pell, ir ao encontro da mãe conhecê-la e saber os reais motivos da sua partida. Nisto temos ainda o relato das imensas consequências nas suas vidas desta separação, bem como alguns dramas familiares nos vizinhos de Lucy, a mãe.
Nem tudo é o que parece e realmente há muito a contar acerca da separação desta família. A reconciliação nem sempre é fácil, mas é possível.
É uma leitura que gostei embora não possa referir Luanna Rice como uma das minhas escritoras favoritas - há outros estilos literários que gosto mais.

5/7 - Gostei

Sem comentários:

Enviar um comentário