sábado, 29 de dezembro de 2012

Só te Amo até Terça-feira


Mariana nasceu sete minutos depois de Rosa Maria. A sua vida estava destinada a ser pequena e esquecida, com um namorado sem dinheiro que ainda vivia com a mãe. Num finca-pé pouco habitual, Mariana conseguiu tirar um curso administrativo, um de inglês e outro de francês e começou a trabalhar numa grande empresa. Era a Mariana ao fundo da sala, competente mas sem história. Tudo se transforma com a chegada do filho do patrão, Diogo Vargas, um homem estonteante, bem vestido, perfumado, com um sorriso irresistível. Ainda não tinham trocado uma palavra e Mariana já imaginara o casamento, os filhos, o sexo extraordinário. Nada seria possível sem uma autêntica revolução. Esta chega pelas mãos de umas amigas - um par de lésbicas bem dispostas e atrevidas - que obrigam Mariana a mudar o visual. Radicalmente. O patinho feio torna-se um cisne com cabelo assimétrico, roupa de outlet e sapatos com cunha. Depois? Diogo repara na Mariana ao fundo da sala e vão jantar. Nada corre como seria de esperar. Ou será que Mariana conseguirá o seu sonho? Uma coisa é certa: o amor não escolhe nem tempo, nem lugar.


Interessante... Nunca imaginei que este livro seria o que é. A história de um romance vista por apenas um lado, mas escrito de uma forma tão intimista que o torna único.
Somos confrontados com uma rapariga (no final dos 20, inícios dos 30?) tímida que sempre se sentiu à sombra de quem quer que passasse por ela, que nunca experimentou a vida como ela pode ser. Até que passa por uma mudança exterior. E o filho do patrão por quem ela nutria uma paixão intensa repara nela. Nisto, nem tudo corre como podia ser e por meio deste romance vemos Mariana a mudar interiormente, tornando-se uma pessoa mais afirmativa dela própria, menos escondida. Um romance em que algumas de nós (meninas) nos poderíamos integrar perfeitamente. Quem não sonha com um príncipe encantado? Quem não gostaria de formar uma família? Quem não vive por aí ansiando por viver verdadeiramente?
Enfim, é uma história bonita, recomendo.

5/7 - Gostei

2 comentários:

  1. GOstei muito deste livro, tambem nunca imaginei que este livro seria assim tao ternurento :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carol. É bem verdade. Não podemos julgar um livro pela capa ou sinopse, não é? :)
      Beijinho

      Eliminar