quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Beijo - Jill Mansell


Izzy um dia vai ser famosa. A indústria da música é que ainda não a descobriu. A irrepreensível Izzy tem um talento fascinante, dois namorados perfeitos e uma filha para lhe organizar a vida. Basicamente, uma vida de sonho.

Já a vida de Gina não podia ser mais infernal. O cretino do marido acaba de fugir com a amante grávida. E ela sente-se destroçada quando derruba acidentalmente Izzy da sua moto. Porém, não é propriamente o fim do mundo, pois não? Apenas uma perna partida.

Mas o mundo de Gina, como ela o conhece, está prestes a ficar de pernas para o ar. Izzy e a filha Kat foram catapultadas para dentro da sua vida, antes tão metódica. Pior, Izzy está de olho no melhor amigo de Gina, Sam, que é lindo de morrer. Como acabará tudo? Numa torrente de lágrimas ou num beijo inesquecível?


Que dizer, que dizer? Bem, a princípio pensei que não fosse gostar do livro. Sério, fez-me lembrar do Três é Demais da mesma autora, que é trocas e baldrocas até mais não. Ao princípio é tudo uma enorme confusão, com personagens que têm os seus podres, é difícil gostar de quem quer que seja (quer dizer, tirando a Kate...).
Enfim, o que vale é que a Jill Mansell sabe dar bem a volta à história e fazer-nos gostar dela. As personagens vão evoluindo, bem como as suas histórias, tornando possível gostar mais dela (ou até menos, no caso de certas!).
Portando, resumindo, esta é uma história de trocas e baldrocas mas que acaba por dar tudo certo. Pode não fazer com que gostemos dela ao início, mas vais-nos conquistando até gostarmos dela. Muito ou pouco, depende de nós. Não é o melhor da autora, isso é certo, mas também não é o pior. Vá, fica pelo aceitável/gostável.

4/7 - Gostei mas tenho reservas

2 comentários:

  1. Também não foi dos que mais gostei.
    Li e não ficou para a história.

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Clarinda. Pois, definitivamente, isto não é o melhor que a Jill Mansell tem para oferecer...
      Beijinho

      Eliminar