sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Confissões de Uma Suspeita de Assassínio - James Patterson

17928481

Malcolm e Maud Angel eram pais altamente exigentes. Quando são assassinados, a filha mais velha, de dezasseis anos, Tandy, torna-se a principal suspeita do crime. Nesse mesmo dia, ela decide descobrir quem é o verdadeiro assassino, ainda que seja ela própria ou um dos irmãos. Tandy é uma rapariga-prodígio, incrivelmente inteligente e com Conhecimentos fora do vulgar. E agora também é herdeira de uma grande fortuna… Ela guarda muitos segredos, que regressam para a atormentar. Sente-se perdida, vítima da educação recebida dos pais. Mas não seria capaz de os matar… ou seria?
Um thriller emocionante e de leitura compulsiva, onde todos os segredos de Tandy, até os mais obscuros, são revelados. Quem sabe aquilo de que ela é, realmente, capaz?


Compulsivo. Viciante. É assim que eu consigo descrever este livro. Apesar de no final não o considerar um favorito, admito que há algo na história, na escrita que nos puxa para ler até mais não. Sabem aquela sensação de os olhos estarem fartos de ler, a cabeça está farta de ler, mas ainda assim querem continuar a ler? [Se não, deixem lá, passem à frente] Eu tive essa sensação com o Harry Potter e os Talismãs da Morte. Como não poderia ser? Afinal era o último livro daquela saga fantástica que acompanhava à anos. Mas porque estou eu a falar de Harry Potter? Simplesmente porque senti novamente essa sensação enquanto lia este livro. Não conseguia parar de ler, mas às vezes tinha de ser porque já não conseguia mais.
Enfim, esta é uma boa história com alguns contornos estranhos - vão perceber se lerem - marcada por uma família estranhas em que há um assassinato duplo. A filha daqueles que morrem é das principais suspeitas (bem como os irmãos) mas vai ser ela a mais dedicada à resolução do homicídio, que vai revelar muitas coisas novas e talvez algumas razões das tais estranhezas de que falei à pouco. Ainda assim vão ficar coisas por revelar, suspeito que sejam reveladas aos poucos.
É verdade! para pessoas que recuem um pouco perante o "thriller" que nos apresentam, descansem. Não vi nada que indicasse esse tipo de escrita. Mas quem sou eu? Eu também nunca li thrillers, mas suspeito que sejam muito mais cruéis e com muito mais suspense e drama que este livro.
É uma história que recomendo. Mas atenção! O mais provável é ficarem viciados xD

5,5/7 - Gostei muito

Sem comentários:

Enviar um comentário