terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Crónicas de Paixões & Caprichos - Julia Quinn


As mães casamenteiras da alta sociedade londrina, estão ao rubro. Simon Bassett, o atraente (e solteiro!) Duque de Hastings, está de volta Inglaterra. O jovem aristocrata mal sabe o que o espera pois a perseguição das enérgicas senhoras é implacável. Mas Simon não pretende abdicar da sua liberdade tão cedo…

Igualmente atormentada pela pressão social, a adorável Daphne Bridgerton sonha ainda com um casamento de amor, embora a sua espera por um príncipe encantado comece já a ser alvo de mexericos.

Juntos, os jovens decidem fugir de um noivado, o que garantirá paz e sossego a Simon e fará de Daphne a mais cobiçada jovem da temporada. Mas, entre salões de baile e passeios ao luar, a paixão entre ambos rapidamente deixa de ser ficção para se tornar bem real. E embora Daphne comece a pensar em alterar ligeiramente os seus planos inicais, Simon debate-se com um segredo que pode ser fatal.


Waw! Apesar das boas opiniões que já tinha lido, nunca pensei vir a gostar tanto deste livro. É simplesmente lindo!
Para começar, temos um início muito prometedor (e não inspirador como escrevi - quer dizer, também é inspirador, mas pronto) com uma razão para olharmos para Simon de outra forma. E logo depois começamos a conhecer a família Bridgerton. Confesso-vos, nunca pensei que fosse gostar tanto desta família! E a matriarca, a senhora viscondessa, é simplesmente uma personagem divinal! Gostei tanto dela! Por um lado, vemo-la como uma mãe extremamente preocupada em arranjar marido para a sua filha mais velha. Mas rapidamente começamos a ver que ela é muito mais que isso e que é uma personagem a valer! Também para ter oito filhos! E claro, falta-me Daphne. Uma personagem complexa, com os seus sonhos, com a sua personalidade, precisamente quem Simon, o senhor duque, precisava.
É lindo como a história se desenvolve em redor do casal romântico, mas sem nunca excluir aqueles que fazem parte da vida destes. Adorei ver a relação de ambos com os irmãos de Daphne, a relação entre os dois, a forma como se completaram. A autora soube fazer um bom romance histórico e transformá-lo em algo de diferente do que já se tem escrito.
Resumindo, é uma óptima leitura para qualquer um, mas que vai deliciar as mais românticas. É para ler num ápice! :)

6/7 - Gostei bastante

6 comentários:

  1. Também adorei esta saga, mas digo desde já que em português e melhor que em ingles (ou então sou eu que não percebo bem eheh)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Inês! Em português é melhor? Porquê?
      Beijinho

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Olá Cata! Eu também estou a começar a gostar :)
      Beijinho

      Eliminar