quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Histórias da Terra e do Mar - Sophia de Mello Breyner Andresen

1812559

O mundo da infância foi assim, para Sophia, além do Porto e da Granja, das tradições nórdicas e da língua portuguesa, o caminho para um encontro aos doze anos com Homero e a luz mediterrânica, a nostalgia do «divino como convém ao real», tornado-a «uma mistura de Norte e Sul», uma mistura de Atlântico e Mediterrâneo, de um veio nórdico e de um veio helénico, que um mesmo sangue fez inseparáveis.

Miguel Serras Pereira in «Jornal de Letras»


Sendo uma escritora que admiro muito, foi com prazer que aceitei a sugestão da Silvana, escritora do blog Por Detrás das Palavras, de ler este livro. Tem vários contos sobre temas diferentes. Digo eu. Também não sou nenhum expert.
Na verdade, é possível admirar neste livro a escrita da autora, a forma como ela dança com as palavras e as entrelaça de uma forma única. Esta é uma obra para admirar a escrita da autora. E digo isto, porque foi realmente por isso que eu gostei do livro. Na verdade, não gostei dos contos. Achei-os tristes ou com pouca acção (ou até nenhuma). Aliás, temos contos que são apenas descrições. Mas é aí que mais podemos admirar a proeza de Sophia de Mello Breyner: ela consegue descrever uma casa de uma forma indescritível, de uma forma inimaginável, com palavras que nunca nos lembraríamos para o fazer. Acho que é aí que está assente a importância desta obra, no meio de toda a obra literária da escritora.

4/7 - Gostei mas tenho reservas

2 comentários:

  1. Tenho pena que não tenhas gostado assim tanto do livro. :S
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Silvana! Também fiquei com muita pena, até ia com expectativas uma vez que tinhas gostado tanto dele... enfim, são gostos :/
      Beijinho

      Eliminar