segunda-feira, 10 de março de 2014

Nunca Te Perdi - Linda Howard


Nunca Te Perdi
Cry No More

Linda Howard
Livro Único

Edições Saída de Emergência (2009)
288 páginas

Origem: Biblioteca
7/7 - Adorei. Obra Prima




Milla Edge mudou-se recentemente para o México, onde o seu marido David, foi colocado como médico. A vida deles é um sonho. Acabaram de ter o primeiro filho, e estão tremendamente apaixonados. Ambos se deliciam com a nova vida, e Milla está no auge do seu brilho maternal quando lhe roubam o bebé Justin das suas próprias mãos. Uma década mais tarde, Milla é uma mulher diferente. O casamento há muito que terminou e a sua vida é totalmente dedicada à Organização Não Governamental que lidera: Finders. À caça de criminosos, ela percorre os lugares mais desoladores do mundo à procura de crianças raptadas (incluíndo o seu filho que nunca aceitou perder). Dois homens cruzam o seu caminho: True Gallagher, um dos grandes mecenas da sua instituição, e Diaz um perigoso mercenário, tão interessante como misterioso. Quanto mais Milla se aproxima das respostas, maiores são os perigos que enfrenta. E ninguém brinca com os cabecilhas das redes de tráfico infantil.


Como já disse e volto a repetir, Linda Howard comprova com este livro porque é excelente e porque merecia ser mais lida e publicada em Portugal. Sério. Andei durante meses à espera de uma oportunidade de ler este livro, não porque não as tivesse, mas porque sabia que este livro iria ser emotivo, forte e marcante e queria ler o meu próprio livro. Acabei por o requisitar numa biblioteca (não pude esperar mais) e encomendar uma cópia enquanto o lia, porque simplesmente não podia deixar de ter este livro para ler e reler quantas vezes quisesse.
Neste livro, conhecemos Milla, uma mulher dilacerada pelo rapto do filho Justin, quando este era bebé de poucas semanas. Vive dedicada à sua procura e pelo caminho funda uma associação dedicada à busca de pessoas desaparecidas. Até que, deza nos após o rapto de Justin, Milla recebe informações de um certo Diaz, que sempre associou ao rapto do seu filho. E a partir daí tudo se desenrola, num mar de emoções, de acção, de reviravoltas, porque nem tudo o que parece é, as aparências iludem e confirmamos que nem sempre conhecemos tão bem as pessoas como pensamos.
Linda Howard já tinha mostrado a sua excelência nos seus outros livros editados em Portugal, Íntimo e Perigoso e Um Beijo na Escuridão, mas é neste que mostra as emoções mais cruas, os actos mais vis, a história mais marcante. Não é perfeito, não. Achei que certos pormenores podiam ser mais descritos ou desenvolvidos, especialmente no que toca à captura dos principais vilões. Mas não é por isso que este livro perde o seu toque ou o que o torna especial. Imagino que será ainda mais marcante para quem é mãe.
Recomendo totalmente e peço encarecidamente à SDE para publicar mais livros desta autora. Nós merecemos ler livros tão bons como este :)


Outra opinião

2 comentários:

  1. Viva,

    Já tive a oportunidade de ler este livro, mas acabei por não o fazer, mas seguramente uma leitura muito agradável, embora dramática.

    Gostei de ler a tua opinião ;)

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha! Sim, este livro é daqueles que vale mesmo a pena ler. Espero que gostes.
      Beijinho

      Eliminar