quarta-feira, 19 de março de 2014

O Sabor do Momento - Nora Roberts


O Sabor do Momento
Savor the Moment

Nora Roberts
Bride Quartet #3

Editora Saída de Emergência (2014)
288 páginas

Origem: Estante Pessoal
5,5/7 - Gostei muito




Laurel McBane sempre recorreu às amigas para apoio, especialmente quando o sonho de frequentar uma escola de culinária quase foi arruinado pelos problemas financeiros dos seus pais. Agora Laurel retribui a generosidade das amigas criando bolos extravagantes que acrescentam um toque perfeito à empresa de casamentos que fundaram.
Laurel acredita no amor mas é demasiado discreta para os luxos desejados por outras mulheres. O que ela aprecia mesmo são homens fortes e inteligentes, como Delaney, irmão da sua amiga Parker, por quem Laurie sente uma paixoneta desde criança. Mas algumas paixões duram mais do que outras e Laurel está convencida que o advogado, bem na vida, está fora do seu alcance.
Até que, certo dia, Laurel perde a cabeça e surge um beijo quente e inesperado entre ambos. Cheia de dúvidas e sem saber o que esperar do futuro, conseguirá transformar esse momento de paixão em algo mais eterno?


Atenção: Esta opinião é muito duvidosa, já que continuo a perguntar-me a mim mesma porque não gostei tanto do livro. Ou porque gostei e agora passado alguns dias, não consigo olhar para ele da mesma forma. Mas a quem já leu os livros anteriores e gostou, aconselho a lerem este para depois me baterem na cabeça para eu ganhar juízo.


Não sei bem o que pensar deste livro. Se por um lado adorei lê-lo, por outro tenho que reconhecer que não me arrebatou como outros livros da autora (e até como os livros anteriores). Mas não sei bem dizer porquê.
Dei-me bem com a protagonista Laurel, consegui relativamente compreendê-la - não, talvez foi isso mesmo, não a consegui compreender completamente. Para além do facto que acho que a sua história passada e familiar deveria ter sido mais desenvolvida - os seus sentimentos acerca da sua família deveriam ter sido mais explorados.
Por outro lado temos Del. Um homem desejado por muitas, com um carácter fenomenal, digamos que quase perfeito. Mas acho que deveríamos ter tido mais acesso aos seus pensamentos, às suas atitudes - ou talvez ele não devesse ser tão perfeito quanto pareceu.
Sinceramente não sei. Eu gostei do livro, mas olhando para trás, sei que algo não me deixou desfrutar dele a 100%. Aliás, eu não o devorei como fiz com os livros anteriores. Isso quer dizer algo, não?
Mas falando de coisas boas, neste livro temos direito a um bom romance, com os seus problemas, como sempre, a alguns problemas relacionados com a Votos, a empresa de casamentos das nossas quatro amigas, e ainda arrufos com a sempre problemática mãe da Mac, Linda. Ainda estou à espera de um arrufo maior que a ponha completamente fora de cena - espero que tenhamos direito a isso no próximo e último livro.
Quanto à história da paixão de Laurel, a culinária, pastelaria, whatever, acho que é bonita, embora gostasse de maior desenvolvimento. Ou então, um maior desenvolvimento dos momentos em que ela se dedica à sua principal função na Votos - achei que não lhe foi dada tanta importância como à fotografia no livro da Mac ou às flores no caso da Emma.
Enfim, resumindo, acho que foi um bom livro, embora não tenha gostado tanto dele como dos anteriores. Espero que o último da tetralogia seja melhor e a cereja no topo do bolo (ou neste caso, o par de noivos que se costuma lá meter!).


Livros anteriores

4 comentários:

  1. Estou divida entre o Quarteto das noivas e trilogia signo dos sete...qual aconselhas?ou qual dos dois gostaste mais?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carol! Em geral, tenho gostado mais do Quarteto das Noivas. Este só tem o inconveniente de ainda não ter o último livro publicado. Agora tu é que decides :)
      Beijinho

      Eliminar
  2. ii decisao nada fácil lol
    a ver vamos :)

    ResponderEliminar