quarta-feira, 28 de maio de 2014

À Luz da Meia-Noite - Sherrilyn Kenyon


À Luz da Meia-Noite
Upon the Midnight Clear

Sherrilyn Kenyon
Predadores da Noite #13

Edições Saída de Emergência (2013)
176 páginas

Origem: Biblioteca
4/7 - Gostei mas tenho reservas




Uma celebridade generosa que tudo oferecia e nada pedia em troca… até ser enganado pelos que o rodeavam. Agora Aidan nada quer do mundo ou sequer fazer parte dele.

Quando uma estranha mulher aparece à sua porta, Aidan sabe que já a viu antes… nos seus sonhos.

Uma deusa nascida no Olimpo, Leta nada sabe do mundo dos humanos. Mas um inimigo implacável expulsou-a do mundo dos sonhos e para os braços do único homem capaz de a ajudar: Aidan. Os poderes imortais da deusa derivam de emoções humanas, e a raiva de Aidan é todo o combustível que precisa para se defender…

Uma fria noite de inverno irá mudar as suas vidas para sempre…

Aprisionados durante uma tempestade de inverno brutal, Aidan e Leta terão que conquistar a única coisa que os poderá salvar a ambos – ou destruí-los – a confiança. Conseguirão triunfar sobre todos os obstáculos?


Eu adoro a série a que este livro pertence. A sério. Mas apesar de ter gostado do livro, não considero comprá-lo para fazer companhia aos seus irmãos. Porque não faz sentido. Não acrescenta nada à história e ainda por cima traz uma história demasiado repentina, que até para românticas como eu, não faz muito sentido. E a não ser a presença dos Deuses dos Sonhos (Onreoi e Skotos) já referidos em livros anteriores, não há qualquer ligação aos livros anteriores.
Enfim, neste livro vemos a história de Leta, uma Deusa dos Sonhos que como todos os outros, não tem emoções, graças ao castigo do seu pai, Zeus, que acorda face à libertação de Dolor, o Deus da dor que Leta aprisionou milénios atrás. Este foi convocado por um humano que lhe pediu para matar o irmão, Aidan, um actor mais famoso que Brad Pitt mas que acabou atraiçoado pelos seus mais próximos tudo por causa deste dito irmão. Este irmão tem inveja e ódio de Aidan, devido à vida e à fortuna que este construiu e que ele acha que merece ser sua. Leta dá-se a conhecer a Aidan, numa tentativa de o usar para derrotar Dolor, mas eles acabam por se apaixonar. E portanto a história passa, vamos conhecendo os seus passados, eles vão curando as suas feridas e tentam por tudo derrotar Dolor e Timor, o deus do medo que se lhe junta. A história passa e tudo isto se sucede mas num ritmo vertiginosamente rápido.
Sinceramente, acho que este livro merecia ser apelidado de conto, dado a sua parca ligação à série d'Os Predadores da Noite/Homem/Sonhos, etc, etc. É bonzito, mas mal dá para palitar um dente (desculpem a expressão mas foi a que melhor me ocorreu para descrever o meu sentimento face ao livro).
NOTA: A sinopse é bastante mentirosa...



Livros anteriores
10320746O Caçador de Sonhos (Predador da Noite, #11)

2 comentários:

  1. Concordo contigo! E o 'Estige' ainda me está atravessado -.-''

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cata! Percebo-te bem. Eu já sabia dessa (acho que por ti) mas ainda assim não dói menos ao ler aquilo... Vá-se lá perceber :S
      Beijinho

      Eliminar