terça-feira, 11 de agosto de 2015

A Travessia - Wm. Paul Young

Leitura 2014
A Travessia
Cross Roads

Wm. Paul Young
Livro Único

Porto Editora (2013)
304 páginas

Origem: Biblioteca
4/7 - Gostei mas tenho reservas




Depois de A Cabana, a história da transformação de um homem, numa viagem entre o Céu e a Terra.

Anthony Spencer é um empresário de sucesso, um homem orgulhoso e egocêntrico que não olha a meios para conseguir os seus objetivos. Um dia, o destino prega-lhe uma partida: um AVC deixa-o nos cuidados intensivos, em estado de coma.
Entre a vida e a morte, Anthony vê-se num mundo que espelha a dor e a tristeza que tem dentro de si. Confuso, sem compreender exatamente onde está e como foi ali parar, viaja pela sua consciência para compreender quem realmente é e descobrir tudo o que tem perdido ao longo da vida: a esperança, a amizade genuína e o amor verdadeiro, sentimentos que há muito o seu coração deixara de sentir.
Em busca de uma segunda oportunidade, Anthony fará uma jornada de redenção e encontro com o seu verdadeiro ser.


Ia para este livro com as expectativas algo altas devido ao quanto gostei d'A Cabana, o que acabou por estragar um bocado a leitura, porque este livro apesar de também trazer várias mensagens e ajudar a ver Deus, Jesus e o Espírito Santo de outra forma ou de uma forma mais próxima, não conseguiu arrebatar-me.
Achei esta história mais confusa e triste do que A Cabana e também menos marcante. Também chorei, também ri com ele, também fiquei emocionada com as personagens do livro e com as suas histórias e peripécias. Mas tudo vai dar a uma comparação com A Cabana que fica muitos pontos acima. Por isso não tenho mais nada a dizer :/

Há contudo um episódio a salientar, já que é algo de que me lembro, após ter passado um ano desde a leitura: a interacção do protagonista com uma paciente portadora de Alzheimer é algo de lindo.
Quase que vale a pena ler o livro por causa disso.

Sem comentários:

Enviar um comentário