sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Encontro Mortal - J. D. Robb


Encontro Mortal
Reunion in Death

J. D. Robb
In Death #14

Saída de Emergência (2014)
320 páginas

Origem: Biblioteca
6/7 - Gostei bastante




A tenente Eve Dallas é uma jovem polícia de Nova Iorque que se dedica ao trabalho de corpo e alma para fugir a um passado trágico que quer esquecer. Mas o passado teima em persegui-la quando um milionário é envenenado por uma mulher chamada Julianna Dunne. Eve reconhece logo esse nome: é o de uma mulher extraordinariamente perigosa que tinha prendido dez anos atrás. Ou seja, o assassinato foi apenas uma provocação: tudo o que a assassina deseja é rever Eve, num reencontro que ambas não esquecerão. A busca de Eve por Dunne leva-a a percorrer todo o país e a terminar em Dallas, Texas, a cidade que lhe deu o nome e a origem dos seus piores pesadelos. Apesar de amar o seu marido e confiar nos colegas e amigos, Eve teima em enfrentar o perigo sozinha. Mas conseguirá fazer frente a um passado que não a larga e a uma inimiga que conhece todas as suas vulnerabilidades?


Mais um livro Mortal desta série. Apesar de longa, é uma série que gosto de acompanhar, é fácil de o fazer, graças ao seu grupo de personagens fixo que se vai desenvolvendo de livro para livro e também graças ao romance lindo entre Eve e Roarke.
Neste livro, saímos um bocado da estrutura inicial. Isto porque o assassino é conhecido e bem conhecido de Eve, por ter sido já detido por ela. Saída das grades, esta mulher fria e destemida vai querer vingar-se de Eve, pelo que vai fazer de tudo para a confundir, matando homens com uma certa lógica entre si, mas sem conexões visíveis, enquanto se prepara para um homicídio final que irá destruir Eve. É uma caça do gato ao rato onde o rato pensa que é cão e que consegue apanhar o gato. Vamos ver cenas bem marcantes, quer desta caçada quer das implicações que esta tem, como levar Eve a Dallas, o sítio onde ela se libertou das amarras enquanto criança. Esta viagem terá as suas revelações que mais uma vez terão impacto quer em Eve quer em Roarke que se vê inútil a defender a mulher da dor que as recordações lhe trazem e daquela que ela sofreu no passado.
A par disto tudo temos a Peabody a tratar do seu primeiro caso sozinha e o orgulho dos seus pais que a visitam e ficam alojados em casa de Roarke. Estes são um par indescritível que se relaciona com os outros de uma forma bem peculiar. Uma excelente adição provisória à história.
Fico à espera do próximo livro, com mais crime, revelações, romance, etc, etc. É uma excelente aposta que nunca nos cansa. :)

Continuando à espera, já que o livro ainda não está disponível na biblioteca :(


Livros anteriores
Julgamento Mortal (Série Mortal, #11)Traição Mortal (Série Mortal, #12)

Sem comentários:

Enviar um comentário