quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Lágrimas do Sol e da Lua - Sandra Carvalho



Lágrimas do Sol e da Lua

Sandra Carvalho
A Saga das Pedras Mágicas #3

Editorial Presença (2006)
421 páginas

Origem: Estante
5,5/7 - Gostei muito




Neste terceiro volume de A Saga das Pedras Mágicas a acção e a magia continuam empolgantes. No coração da Floresta Sombria, Aesa, rainha do povo vândalo e mestra da Arte Obscura, engendra um plano para se apoderar das sete pedras mágicas da Feiticeira Aranwen. Entretanto, na Ilha dos Sonhos, Catelyn e Throst, o Guerreiro-Lobo, preparam as suas filhas Edwina, Thora e Freya para assumirem os seus próprios destinos. Edwina, a primogénita, aceita tornar-se Guardiã da Lágrima do Sol e aguarda o chamamento da Pedra do Tempo. Do outro lado do mundo, Sigarr, irmão de Aesa, treina Edwin para servir os seus desígnios. tentando concretizar a profecia que dita que o filho varão do Rei da Lua e da Rainha do Sol terá o poder de fundir a Arte Obscura e a Arte Luminosa para atingir o conhecimento absoluto. Mas será ele capaz de transformar a essência profunda do seu pupilo... ou ainda haverá esperança de salvar Edwin e libertar a Lágrima da Lua?


Sendo o terceiro livro da saga, este é o primeiro que tem Edwina como protagonista. Esta está destinada a ser a Guardiã da Lágrima do Sol, a casar com o herdeiro do Rei e ainda a combater as ameaças que surgem, nomeadamente o seu primo Edwin, prisioneiro de Sigarr, e que irá herdar a Lágrima da Lua.
Esta é uma história mais parada em relação à anterior, apesar de ter muitas reviravoltas na história e muitos dramas entrelaçados na história principal. Penso que muitos deles irão dar origem a grandes acontecimentos nos próximos livros. Mas tendo em conta que muitos deles estão relacionados com a Edwina, sinceramente tenho medo. Porque apesar de destinada a fazer parte deles, Edwina mostra-se uma protagonista fraca, frágil, apesar de supostamente ser a Guardiã da Lágrima do Sol. Esperava vê-la com mais força e mais garra, com mais magia, mas parece que todos os seus rivais são mais fortes que ela. Espero que ela consiga tornar-se mais forte, aliás, penso que terá que ser assim, porque acho que há um fim mais feliz previsto para ela, apesar de todas as adversidades, mas para isso acontecer ela tem que realmente tornar-se mais forte e lutar contra o que tem que lutar, incluindo as suas indecisões.
Por outro lado, temos ainda as irmãs gémeas de Edwina, Freya e Thora que vão tornar-se personagens bem importantes na história, pelo que se vai vendo neste livro. Uma é uma rapariga temerosa e aparentemente frágil, mas que vais florescer para alguém forte e que nos vai surpreender (assim espero) enquanto que a sua gémea já é forte e destemida embora tenha um dilema forte contra o qual tem que lutar ou se render... Mais um fio no meio de tantos.
Esta continua a ser uma boa história com potencial para ser melhor. Gostei mais do livro anterior. Este tem o inconveniente de ter uma protagonista mais fraca e indecisa, muitas personagens com muitos nomes (alguns que repetem os nomes da geração anterior) e uma acção algo mais parada. Espero que revele mais o seu potencial no próximo livro.

Não acredito que há um ano que não pego nesta saga! Ainda por cima sendo uma saga que queria ler há tantos anos e que tenho na sua íntegra na minha estante! Inacreditável -.-"


Livros anteriores
A Última Feiticeira (A Saga das Pedras Mágicas, #1)O Guerreiro-Lobo (A Saga das Pedras Mágicas, #2)

6 comentários:

  1. Olá Sara,
    Já há muito que ando com esta série debaixo de olho.
    Ainda não consegui foi ganhar coragem para a começar. Há tantos livros por ler, que até se "atropelam" para chegar até nós. :)

    Beijinhos e Boas leituras
    Silvana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Silvana! Percebo-te bem! Foi só começar a trabalhar para ver a minha pilha TBR a crescer cá em casa, com livros da biblioteca e agora mais meus. E lá está, tenho esta saga toda na estante! E o quanto esperei para o conseguir...
      Beijinho

      Eliminar
  2. Olá Sara
    Tal como tu, também não gostei muito do livro, nem do seguinte (e vá o quinto melhorou um pouco), por causa da Edwina e do Edwin.
    Mas também te digo que a nossa última heroína, a Kelda é excelente, portanto não desistas =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, ai Tita, que o receio aumenta em ler este livros que se seguem. Quero por tudo que o Edwin e a Edwina tenham um final feliz, mas sinceramente parece que nada ajuda a isso. E lá está aquela fraqueza dela... Até irrita, o que acaba por fazer com que a minha atenção se prenda nas suas irmãs gémeas.
      E já agora, a Kelda será filha de quem? Não digas, até será algo fácil de procurar, mas eu prefiro saber no seu devido tempo. E fico feliz por dizeres que ela é uma excelente heroína, isso dá-me ânimo. Está ao nível da Catelyn?
      Beijinho

      Eliminar
    2. Eu embirrei com os dois e estive mesmo para largar a série porque não a suportava como protagonista, mas vá lá que as gémeas compensaram ;)
      Não te digo quem será a Kelda, não, não. Mas digo-te que, para mim, conseguiu superar a Catelyn ;)
      A história melhora a partir do 5º livro, vais ver ;)
      Beijinhos

      Eliminar
    3. É bom saber isso, é sinal que só falta um livro para a história melhorar :)
      Beijinho

      Eliminar