quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

O Novo, Incrível, Definitivo, Arrebatador, Estrondoso, Monumental e Titânico Livro d'O Homem Que Mordeu o Cão - Nuno Markl


O Novo, Incrível, Definitivo, Arrebatador, Estrondoso, Monumental e Titânico Livro d'O Homem Que Mordeu o Cão

Nuno Markl
Livro Único

Objectiva (2014)
216 páginas

Origem: Biblioteca
5/7 - Gostei




"O Homem que Mordeu o Cão" é uma rubrica radiofónica de enorme sucesso, criada por Nuno Markl no ano de 1997 e que revolucionou a forma de fazer rádio em Portugal.
Regressou em 2013 à antena no programa da manhã na Rádio Comercial, a rádio líder no seu segmento. Todo o material deste livro é inédito. O livro é todo ilustrado pelo próprio autor, aplaudido e querido do público, com mais de 500 mil fãs no Facebook, e presente em vários órgãos de comunicação social.
Nuno Markl é o autor de variadíssimas rubricas radiofónicas – entre as quais "O Homem Que Mordeu o Cão", na Rádio Comercial, e das diversas reencarnações dessa rubrica sob a forma de livros, espectáculo ao vivo e programa de televisão, na TVI. Na Antena 3 foi o autor de "Há Vida em Markl". Sócio das Produções Fictícias desde a sua fundação, foi co-autor de programas como "Herman Enciclopédia", "Paraíso Filmes", "O Programa da Maria" ou "Os Contemporâneos", onde interpretava alguns sketches. No cinema, participou como actor em "A Bela e o Paparazzo". Escreve e apresenta "A Caderneta de Cromos", na Rádio Comercial, no programa “Manhãs da Comercial”, desde Novembro de 2009, rubrica humoristico-nostálgica que, se outros méritos não tiver, pelo menos contribuiu para o regresso do gelado Fizz Limão. Não sabe fazer o cubo mágico e continua a manter viva a esperança de que alguém lhe dê o Castelo de Grayskull, dos Masters do Universo. Fez uma vez um soufflé de brócolos tão bom (na Bimby) que não cozinhou mais desde então, com medo de fazer pior.


Sou fã da rubrica O Homem que Mordeu o Cão da Rádio Comercial. Dessa e das outras que a rádio coloca no youtube (são excelentes para ouvir quando estamos a fazer alguma coisa que não gostamos muito/ dura muito tempo e que não precisa de concentração - como passar a ferro), pelo que não hesitei quando vi o tão aclamado (pelo autor) livro na biblioteca local. O meu não hesitar foi mais quase saltar de alegria xD
Enfim, é um bom livro se ler, de se dar boas gargalhadas, sobretudo se não conhecermos as histórias descritas nele. Já conhecia várias por ter ouvido na rádio, mas ainda assim posso dizer que foi uma leitura bastante alegre.
Recomendo a todos que gostam do género e/ou que seguem este nosso comediante (que orgulho em ser português!).
Hum.... que VOOOM :P

Sem comentários:

Enviar um comentário