terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Sombras da Noite - Andrea Cremer


Sombras da Noite
Nightshade

Andrea Cremer
Nightshade #1

Bertrand Editora (2012)
464 páginas

Origem: Biblioteca
5/7 - Gostei




Calla é a fêmea alfa de uma matilha de lobos que mudam de forma. Está destinada a casar com Ren Laroche, o macho alfa da matilha. Juntos, seriam os líderes da matilha e guardariam os lugares sagrados dos Guardiães. Mas depois, Calla salva um belo jovem humano, que conquista o seu coração. Calla começa a questionar tudo - o seu destino, a sua existência, o seu mundo e as ordens que os Guardiães lhe pediram que seguisse. Terá de fazer uma escolha. Mas será que seguirá o seu coração se para isso tiver de perder tudo, incluindo a própria vida?


Mais uma série young-adult e paranormal, mais uma série que fui pegar, onde apenas o primeiro livro foi editado em português. Onde me fui meter?!?!? Na verdade, este livro já estava debaixo de olho na biblioteca há mais de 1/2 anos mas nunca lhe tinha pegado por saber que não havia continuação em português - mas não tendo muitas escolhas, acabei por trazê-lo.

Depois de tantos livros editados dentro da mesma ideia (mundo fantástico, criaturas sobrenaturais, triângulos amorosos, etc), creio que fiquei com uma certa aversão a eles, e por isso leio poucos livros dentro do género. Contudo fico contente por ter escolhido este. Temos um suposto mundo normal onde existem pessoas mutantes que se conseguem transformar em lobos. E por causa dessa característica acabam por viver as suas vidas em redor da alcateia, de acordo com regras de alcateia, mas não só - são também controlados pelos Guardiões a quem obedecem. Supostamente foram estes seres mágicos que criaram este tipo de "lobisomens" para os defender e por isso têm o direito de comandar as suas vidas. No entanto, é uma regra tão antiga, tão normal nas suas vidas, que os lobisomens não vêem as suas vidas como "escravos", sentem apenas que é o normal e pronto, têm que se sujeitar.
Contudo a chegada de um humano a toda esta teia de pessoas, um humano que parece especial, e precisamente aquele que foi salvo pela protagonista, Calla, que quebrou várias regras para o fazer, vai trazer inúmeras mudanças para a história. E vai, principalmente, mostrar outras perspectivas do mundo de Calla que vão dar a volta a tudo o que era tido como normal, como verdadeiro neste universo.
Estas descobertas vão sendo feitas aos poucos, o que vai dando alguma dinâmica à história, juntamente com os arrufos de namorados entre Calla e o suposto alfa com que vai casar, Calla e o humano, e os problemas existentes entre as matilhas e entre as matilhas e os respectivos Guardiões. Mas só no fim é que essas descobertas atingem o ponto alto da história que juntamente com o casamento de Calla e outro alfa (desculpem mas como já li o livro há algum tempo não me lembro dos nomes das personagens) vão trazer a maior reviravolta da história que fica em suspenso até ao próximo livro.
E por isto digo: porque me fui meter nesta série? Agora só há alternativa em inglês a não ser que a Bertrand decida editar o resto dela.
Portanto resumindo, é um bom início de série, original, tendo em conta o que tem saído nos últimos anos, e não demasiado lamechas/concentrado em triângulos amorosos para aborrecer a maioria do mundo. Recomendo.

Sem comentários:

Enviar um comentário