quarta-feira, 6 de abril de 2016

Amor Verdadeiro - Jude Deveraux


Amor Verdadeiro
True Love

Jude Deveraux
Nantucket Brides #1

Quinta Essência (2015)
496 páginas

Origem: Estante
6/7 - Gostei bastante



A história romântica de um amor tão intenso que resiste aos séculos

Quando Alix Madsen está a terminar a faculdade de arquitetura, Adelaide Kingsley morre e deixa-lhe em testamento o usufruto, por um ano, de uma encantadora casa do séc. XIX em Nantucket. A relação da idosa com a família Madsen é um mistério para a voluntariosa Alix –que terminou há pouco uma relação -, mas Alix aceita o estranho legado, em parte porque lhe dá tempo para planear o casamento da sua melhor amiga.
Porém, forças invisíveis movimentam-se nos bastidores, fazendo ranger as tábuas antigas da Casa Kingsley. Parece que Adelaide Kingsley tinha uma tarefa bastante específica para Alix: resolver o estranho desaparecimento de uma das mulheres da família Kingsley, Valentina, há mais de duzentos anos. Como se isso não fosse suficientemente perturbador, Alix tem ainda de lidar com o arrogante (e extremamente bem-parecido) arquiteto Jared Montgomery, que vive no anexo da casa.
Sem o conhecimento de Alix, Jared foi incumbido de olhar por ela enquanto está na ilha - tarefa fácil para ele, considerando a inegável química entre os dois. Mas Jared tens os seus segredos que, se revelados, podem cavar um fosso entre ambos.
Com um glorioso casamento de Nantucket no horizonte, há faíscas no ar e os fantasmas do passado começam a mostrar-se - alguns deles mesmo a sério. Vendo as suas vidas intimamente entrelaçadas com os destinos turbulentos dos seus antepassados, Alix e Jared descobrem que apenas corrigindo os erros do passado podem esperar ficar juntos.



Amor Verdadeiro vem iniciar uma nova trilogia da Jude Deveraux. E uma grande facepalm para mim que só reparou nisso depois de comprar o livro! Sim, eu pensava que fazia parte da série Edilean... -.-"
No entanto, não foi isso que me impediu de gostar deste novo livro. Nesta história temos uma arquitecta acabada de se licenciar e que, graças a um testamento muito esquisito, vai viver um ano para uma casa numa ilha bastante peculiar. E então, não é que mal ela chega vê o seu arquitecto ídolo, que por acaso é o dono da dita casa? Coincidência, diriam, mas nunca são coincidências quando se vêem num livro. E esta será só a primeira de muitas. O que acontece, de facto, é que estes dois meninos têm muito mais em comum do que parece à primeira vista, bem como muitos segredos para contar.
Mas esta não é apenas uma história romântica de duas pessoas. É uma história duma ilha especial, de famílias especiais e de um romance que já remonta há vários séculos pois nem a morte serviu para dar cabo dele. Aliás, o romance entre os dois protagonistas, após o confronto mais inicial, até é fácil e está resolvido a metade do livro. São as restantes características que fazem a outra metade do livro e que evitam que um livro de 400 páginas se torne monótono e/ou chato.
É uma história bonita e fácil de ler (não se assustem com as 400 páginas) e nela já se adivinham os casais protagonistas dos restantes livros. Contudo, não acho que essa previsibilidade trará más histórias. Conhecendo os romances de Jude Deveraux, posso prever bons romances à nossa espera :)

Fico, no entanto, à espera de mais romances de Edilean editados em português. Gostei deste livro, mas a série Edilean cativou mais o meu coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário