segunda-feira, 4 de abril de 2016

Percy Jackson & Os Ladrões do Olimpo - Rick Riordan


Percy Jackson & Os Ladrões do Olimpo
The Lightning Thief

Rick Riordan
Percy Jackson and the Olympians #1

Casa das Letras (2010)
331 páginas

Origem: Biblioteca
5.5/7 - Gostei muito


Percy Jackson está prestes a ser expulso do colégio interno... novamente. E esse é o menor dos seus problemas. Ultimamente, criaturas fantásticas e os deuses do Olimpo parecem estar a sair das páginas de mitologia para entrarem na sua vida. E o pior de tudo é que ele parece ter enfurecido alguns deles. O raio-mestre de Zeus foi roubado e Percy é o principal suspeito.
Agora, Percy e os seus amigos têm apenas dez dias para encontrar e devolver o símbolo do poder de Zeus e restabelecer a paz no Olimpo. Para o conseguir terá de fazer bem mais do que descobrir o ladrão: terá de enfrentar o pai que o abandonou, resolver o enigma do Oráculo e desvendar uma traição mais ameaçadora e poderosa do que os próprios deuses.


Mais uma série começada! Ai, ai, não devia, mas este livro já andava nas bocas do mundo há muito tempo para eu não o reconhecer na biblioteca. E lá veio comigo.
Não sei se alguma vez o compararam ao Harry Potter. Já houve muitas comparações com o meu amado HP, mas nunca houve alguma com que eu concordasse. No entanto, pela primeira vez, vejo-me a comparar um livro com os do HP. Este lembrou-me muito as primeiras aventuras do Harry Potter. Um trio de amigos, formado por afinidade, pelas situações por que passaram, a ter aventuras que ao princípio parecem ser só aventuras mas que depois vê-se que eram algo mais. Este livro ainda só traz aventuras num trajecto com um objectivo específico. No entanto, antevejo, tal como algumas personagens o fizeram com o protagonista, que muito mais irá acontecer e que este protagonista e os amigos se tornarão heróis bastantes proclamados.
Percy consegue algo nunca visto nos últimos anos. É declarado filho de um dos deuses grandes e consegue sobreviver até chegar à Colónia dos Mestiços, local onde o podem proteger. Mas vários acontecimentos levam-no a uma aventura para safar esse tal pai ausente e orgulhoso. Aventura essa que o vai experimentar. Aventura essa que lhe vai trazer alianças e inimigos.
É realmente uma história boa para se ler, se bem que mais indicada para adolescentes e afins, mas que possivelmente, como aconteceu com o HP, irá crescer com esse tipo de leitores a ponto de se tornar leitura para todos. Vamos ver.

Sem comentários:

Enviar um comentário